Morning Gallo #0394: Futuros avançam em NY em dia de reabertura dos Trasuries

Allure Capital

10-10-2023 • 23 minutos

Quer ajuda com os seus investimentos? Acesse: https://investir.experato.com.br/fale-com-um-assessor / Cod Troca de Assessoria XP: 36194 / Abra uma conta e comece a investir com a nossa assessoria: https://cadastro.xpi.com.br/desktop/step/1?assessor=A36194 / As bolsas asiáticas encerraram a terça-feira no terreno positivo (exceção ao índice Shangai, na China), na mesma direção apontada pelos futuros em Wall Street, após os comentários de representantes do Federal Reserve e a perspectiva de mais estímulo económico por parte da China, trazendo de volta parte do apetite pelo risco, à medida que os investidores continuam a avaliar o impacto potencial do conflito Israel-Hamas.

Nos EUA, o rendimento do Tesouro de dois anos, sensível à política monetária, registrou a maior queda desde o final de agosto, enquanto o título de referência de 10 anos teve seu melhor dia desde março.

O índice Stoxx Europe 600 sobe acima de 1%, com todos os setores da indústria no terreno positivo. Os papeis ligados ao minério de ferro lideraram o avanço depois de a Bloomberg ter relatado que a China se prepara para lançar uma nova rodadas de medidas de estímulo que poderão apoiar os preços dos metais.

No final da semana passada, os investidores aumentaram as apostas em outro aumento nos juros americanos , isto depois que a geração de vagas de emprego nos EUA ter subido inesperadamente em Setembro. O vice-presidente do Fed, Philip Jefferson , disse que as autoridades poderiam “proceder com cuidado” após o recente aumento nos rendimentos do Tesouro , e a presidente do Fed Bank de Dallas, Lorie Logan , disse que o aumento nas taxas de longo prazo pode significar menos necessidade de maior aperto. Outra lista de palestrantes do Fed hoje pode contribuir para um quadro mais otimista em relação ao fim do ciclo de alta nos juros.

No entanto, uma escalada das tensões no Médio Oriente continua a ser um risco para os mercados, com Israel a mobilizar as suas forças militares perto de Gaza e a dúvida sobre o papel do Irã na sangrenta incursão. O último conflito surge num momento de preocupações geopolíticas contínuas, com os mercados também enfrentando um período de moderação do crescimento económico global.

Outro risco para as ações dos EUA poderá advir das restrições da política fiscal, numa altura em que o Fed ainda luta contra a inflação elevada. Embora o governo dos EUA tenha evitado por pouco uma paralisação na semana passada, a falta de uma estrutura resiliente de longo prazo que apoie uma maior responsabilidade fiscal, poderia ter um impacto nos mercados financeiros.

Por aqui, as ações de petroleiras registraram as maiores altas nesta 2ª feira (9). O desempenho do setor ajudou a puxar o Ibovespa, que avançou 0,86%, a 115.156 pontos. Os papeis que mais valorizaram foram das companhias privadas Prio (PetroRio) e PetroRecôncavo, que tiveram altas superiores a 8%.

As altas foram puxadas pela valorização do barril de petróleo brent, tipo usado como referência no mercado internacional. A cotação fechou a 2ª com alta 4,22%, aos US$ 88,15 o barril. Existem preocupações em relação ao uso do petróleo como uma forma de pressionar os participantes do conflito. O Irã é um dos maiores aliados da Palestina e há a preocupação de que haja sanções contra o país se ele se colocar à frente dos interesses palestinos.


--- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/allurecapital/message

Te podría gustar